Momento DiVino “Descobrindo os vinhos da Sicília” 09/09/16 – A Tribuna Jornal – Santos

Momento DiVino “Descobrindo os vinhos da Sicília” 09/09/16 – A Tribuna Jornal – Santos

a-tribuna-claudia-g-oliveira-descobrindo-a-sicilia

Santé! A bela e charmosa Sicília, ilha localizada junto ao extremo sul da Itália, é a maior e uma das mais produtivas regiões vinícolas italianas.

A ilha possui planaltos ondulados, solos diversos e vulcânicos, exposição solar permanente, clima mediterrâneo e influência marítima, somando requisitos ideais para a produção de vinho. Não é à toa que o vinho siciliano reinou no Império Romano sendo o “Marmetino”, um vinho doce, o predileto de Júlio Cesar. Também o famoso Marsala, um vinho fortificado que pode ser doce ou seco, junto ao Moscato Doce, são parte da história dos vinhos sicilianos.

As uvas viníferas cultivadas por lá são as brancas: Catarratto, Grillo, Inzolia ou Ansonica, Grecanico, Carrivante, Damaschino, Trebbiano Toscano, Malvasia, Zibibbo ou Moscato d’Alessandria, Pinot Bianco e etc. E as tintas: Nero D’Avola, Nerello Mascalese, Nerello Cappuccio, Perricone ou Pignatello, Frapatto Sangiovese, Pinot Nero e etc.

Segundo Hugh Johnson, no seu livro “Enciclopédia do Vinho”, atualmente 75% dos vinhos da Sicília são brancos, a despeito do fato de que o clima da ilha é predominantemente mais adequado para os tintos.

Particularmente sou fã dos brancos de Inzolia e Grillo. Já dos tintos tanto o Nero D’Avola quanto o Nerello Mascalese são meus preferidos, uma vez que temos acesso a grandes rótulos aqui no Brasil.

A Sicília tem uma produção média anual de 2 milhões de garrafas vinificadas a partir de suas uvas autóctones, entenda-se regionais, e também das internacionais como Merlot, Chardonnay e Cabernet Sauvignon.

Provei recentemente uma seleção de alta gama composta de vinhos escolhidos primorosamente e exclusivamente na importadora Italiamais, em São Paulo.
Da vinícola Nicosia provei o branco Grillo Bio Vegan I.G.T. É biovegano porque a sua produção se diferencia na clarificação, processo em que o vinho é clarificado com o agente mineral soja, garantindo assim a não utilização ou intervenção animal em nenhuma das etapas do processo de produção e vinificação.

Da Nicosia degustei também o Etna Rosso, produzido em um vinhedo localizado ao lado do vulcão Etna. Um vinho dotado de sabor e aroma únicos devido à singularidade do seu terroir, formado por um solo vulcânico bastante mineral e influência marítima.

Ainda de vinhedos das proximidades do vulcão Etna degustei o tinto Benanti Nerello Mascalese. A Benanti produz seus vinhos desde 1800 e, atualmente é reconhecida como um dos 100 melhores produtores de vinhos italianos.

A região da Sicília também é o terroir dos tintos COS Cerasuolo di Vittoria Classico DOCG e COS Contrada Nero D’Avola IGT, considerado pela Wine Spectator o melhor Nero D´Avola da Italia. A vinícola COS segue os princípios da vinicultura biodinâmica, buscando o equilíbrio com a natureza.

Agradeço o convite de Alexandro Paesani, diretor da Italiamais pela oportunidade de provar grandes rótulos sicilianos! Até a próxima taça!
momentodivino@atribuna.com.br

PROVEI E INDICO

NICOSIA Grillo Bio Vegan IGT 2014
Uva: Grillo
Cor: amarelo palha brilhante
Nariz: frutas cítricas, mineral com notas florais e herbáceas
Boca: seco, refrescante e saboroso. 12ºGL, mineral encantador
R$ 132,00

PROVEI E INDICO

NICOSIA Etna Rosso 2013
Uva: 80% Nerello Mascalese 20% Nerello Cappuccio
Cor: rubi pouco intenso e brilhante
Nariz: frutas vermelhas, alcaçuz, toque defumado e algo herbáceo
Boca: seco, bom corpo 13ºGL, taninos macios, harmonioso e persistente
R$ 135,00

PROVEI E INDICO

COS-Cerasuolo di Vittoria Classico DOCG 2012
Uva: 60% Nero D’avola 40% Frappato di Vittoria
Cor: rubi pouco intenso e brilhante (carvalho eslovênio)
Nariz: cereja, alcaçuz, frutas secas, sândalo, notas de torrefação e especiarias
Boca: seco, corpo médio, 13ºGL somados a taninos elegantes e boa acidez o tornam equilibrado e longevo
R$ 420,00

Fontes:

Site enoamigos: http://www.enoamigos.com.br/gallery_sub_article.asp?codigo=275&status=9

A Tribuna de Santos

Compartilhe